• PARTILHAR:

Gaze e fixação

Ligaduras elásticas fixantes

Ligaduras elásticas com auto-fixação e pensos de cobertura

Fixação para conveniência.

O QUE SÃO?

São ligaduras indicadas para a fixação dos seus curativos.

O QUE FAZEM POR SI?

Mantém o curativo bem fixo a qualquer parte do seu corpo.

FLEXA SOFT

adequadas para uma fixação confortável.

SELF FIX

fixam os curativos, mas são ideais também para um apoio ligeiro em caso de entorses e contusões.

A SUA PARTICULARIDADE?

FLEXA SOFT

Macia e compacta, altamente extensível.

SELF FIX

Uma grande conveniência: pode-se colocar e retirar com um simples gesto. Rápida e fácil de aplicar, sem fixações, adere a si própria mas não à sua pele e cabelo.

EM QUE FORMATOS AS PODEMOS ENCONTRAR?

As ligaduras Flexa Soft, não comparticipadas pelo Serviço Nacional de Saúde, existem em 4 tamanhos:

  • 6cm x 4m
  • 8cm x 4m
  • 10cm x 4m
  • 12cm x 4m

Self Fix tem ainda mais medidas, todas comparticipadas pelo Serviço Nacional de Saúde italiano:

  • 4cm x 4m
  • 6cm x 4m
  • 8cm x 4m
  • 10cm x 4m
  • 12cm x 4m
  • 6cm x 20m
  • 8cm x 20m
  • 10cm x 20m
  • 12cm x 20m

Dispositivo médico. Antes da sua utilização deve ler cuidadosamente a rotulagem e as instruções de utilização.

Conselhos
  • A ferida, uma fratura na pele

    As feridas são as lesões da pele que interrompem a sua continuidade. É como se, na superfície do corpo, se abrisse uma fratura, uma laceração. Pode ser uma ferida "de nada" ou algo mais grave: a palavra ferida é usada com diferentes aceções, desde a abrasão até à ferida cirúrgica. Vamos ver do que se trata.

    Saiba mais
  • Desinfetantes, a arma contra as infeções

    O que contêm os desinfetantes que são utilizados para prevenir as infeções nas feridas? As principais soluções oferecidas pela química médica são duas: hipoclorito de sódio, o primeiro desinfetante moderno usado durante a Primeira Guerra Mundial, e o peróxido de hidrogénio, a água oxigenada comum.

    Saiba mais
  • Picada de agulha: uma exposição de 3 milhões

    De acordo com cálculos da OMS, há cerca de 3 em 35 milhões, quase 10%, de profissionais de saúde expostos anualmente ao risco de contrair infeções com sangue infetado por causa de uma picada de agulha. Na verdade, em muitos ambientes de trabalho, e não só, é necessário lidar com agulhas: das prisões às lojas de tatuagens. Os perigos? SIDA e hepatite.

    Saiba mais