• PARTILHAR:

Aerossolterapia: as 3 coisas a fazer (e as 3 a não fazer)

Se estiver prestes a ligar o aerossol, espere um minuto. Há algumas coisas que deve aprender a fazer primeiro, como, por exemplo, respirar pela boca se tiver bronquite, e outras que deve evitar absolutamente, tais como esterilizar a ampola de plástico em água a ferver.

Aerossolterapia, com bronquite respirar pela boca

Se tiver bronquite, a aerossolterapia pode servir com certeza, mas tenha cuidado como respira. Recorde que, para que o medicamento seja eficaz, deverá respirar pela boca, evitando completamente a respiração nasal. Caso contrário, corre o risco de que apenas uma pequena parte do medicamento, a não filtrada pela mucosa nasal, chegue aos seus pulmões.

Aerossolterapia, com sinusite e otite inspire e prenda a respiração

Em caso de sinusite, otite e rinite deverá, vice-versa, respirar apenas pelo nariz. Neste caso, durante a aerossolterapia, terá de concentrar toda a sua capacidade respiratória no órgão que está no centro de inflamação, ou seja, o nariz. Quer tornar o aerossol ainda mais eficaz? Inspire profundamente, sustendo a respiração durante alguns segundos, para permitir que o medicamento se deposite nas paredes.

Importante: mantenha o aerossol limpo

No final de cada sessão de aerossolterapia, não se esqueça de limpar cuidadosamente o instrumento. Basta seguir as instruções presentes na embalagem de cada aerossol utilizando eventualmente desinfetantes a frio. É uma intervenção mínima, mas será de grande utilidade para afastar as bactérias e outros vírus do seu aerossol doméstico.

A aerossolterapia já durante o sono

Gostaria de fazer o aerossol enquanto dorme, para não dar por isso? Nada mais errado! A aerossolterapia durante o sono não tem quase nenhum efeito: com a boca fechada e a respiração lenta, o medicamento dificilmente chegará onde é necessário.

Não solte a máscara

Um erro comum com a aerossolterapia é reduzir a aderência da máscara no rosto. Deste modo, o medicamento ou a solução fisiológica serão dispersos no ambiente ou no seu rosto. Não pense que a aerossolterapia é como o vapor de um banho turco: os medicamentos para aerossóis não têm efeitos cosméticos!

Não esterilize a ampola "a quente"

Após a sua sessão de aerossolterapia, não esterilize as ampolas de policarbonato ou plástico a quente. São materiais sensíveis à temperatura e pode danificá-los se os mergulhar em água a ferver. O resultado será uma limpeza certamente impecável, mas terá que substituir os componentes.

Foi útil para si?

Este formulário não necessita de resposta. Para qualquer dúvida ou pedido de informações, utilize o formulário na página "Contactos".

Também pode estar interessado em:
  • Tosse seca ou húmida, a questão é mais complexa

    A tosse é um mecanismo de proteção com o qual o seu organismo tenta libertar a traqueia ou os brônquios da presença de substâncias que tendem a bloqueá-los, tais como a expetoração. Ou mesmo a irritá-los, como o tabagismo. Existem ...

    Saiba mais
  • Por favor... pare de ressonar!

    Quantas vezes acorda a repetir sempre a mesma frase... O seu parceiro passou quase toda a noite sem dormir a ouvi-lo ressonar? Chegou a hora de fazer alguma coisa. Primeiro de tudo, pode colocar sob a almofada um par de tampões ...

    Saiba mais
Pode interessar-lhe
  • AirFamily

    É um aerossol de êmbolo pensado para toda a família segundo a "filosofia DLS", que combina design, conveniência e versatilidade.

    Saiba mais
  • Mr. Hippo

    É um aerossol de êmbolo em forma de simpático hipopótamo, estudado especialmente para os seus filhos... mas também para si, que ama a praticidade!

    Saiba mais
  • RinoFlux

    É uma solução fisiológica esterilizada em unidoses, indicada para a higiene quotidiana do seu nariz ou do seu bebé. Indicado para nebulização em ...

    Saiba mais